Sábado, 28 de Agosto de 2004

Opinite...

Considero que a opinite é uma doença contagiosa. Estende-se, paulatinamente, pelas páginas da imprensa diária, qual vírus mutante que encontra na blogosfera condições ideais para se multiplicar. Ninguém parece imune a este flagelo.

É evidente que foi essa praga que me obrigou a escrever este texto. Não fui capaz de resistir e aqui estou eu. É uma enorme vontade de escrever sobre o que desconheço convencendo-me de que sou um perito na matéria. Como se de uma cólica se tratasse procuro aliviar a tensão desancando nos assuntos do dia. Ontem nos pobres atletas, hoje no professorado, amanhã se verá. Em determinadas fases da doença um texto não chega. Há que desanuviar e deixar fluir a palavra, com mais ou menos veemência consoante a importância do tema. Se ele veio das entranhas sente-se o grito nas entrelinhas. Se germinou nos ouvidos de um mercador a escrita é uma aguarela exposta ao tempo.

Isto a propósito deste texto de João Bénard da Costa e de algumas discussões inacabadas.
publicado por Miguel Pinto às 00:59
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Paula M. Neves a 28 de Agosto de 2004 às 18:55
Deduzo das suas palavras que prefere a compartimentalização rigorosa de todos os saberes ("cada macaco no seu galho"), a ausência de crítica e debate de ideias, o silêncio talvez?... A blogosfera pode ter os seus excessos, mas tornou-se sem dúvida num espaço precioso de troca de ideias, de opiniões (sim, qual é o mal de ter opiniões?!), de experiências pessoais e testemunhos. Eu diria mesmo que se tornou num espaço de resistência. E penso que os debates em torno da Educação constituem um exemplo notável a esse respeito.
Esta sua crítica irónica é ela própria parte de uma outra vaga de "opinionite" que agora varre a blogosfera: a dos que, imbuídos de um arrogante sentido de superioridade moral, se acham com legitimidade para criticar os que, num esforço para agitar o ambiente de apatia e pessimismo derrotista que o país atravessa, têm dado muito do seu tempo para apontar problemas, propor caminhos e gerar alternativas.
Ninguém é perfeito, todos cometem os seus erros e imprecisões, mas entre o silêncio do conformismo e a troca viva de "opiniões", qual será preferível?
O que me parece é que o despertar de um número crescente de consciências - deignadamente em relação aos problemas da Educação - está a começar a incomodar muita gente. Sobretudo gente que o que mais deseja é que tudo continue como está... ;)
De Jos Manuel Faria a 28 de Agosto de 2004 às 09:39
Bonito Miguel, é verdade, a vontade é Imensa.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31

.posts recentes

. Outro Olhar... só no blog...

. Novo lugar.

. Exemplos que (nada) valem...

. (Des)ordem...

. Outros olhares... a mesma...

. E esta?

. O blogspot encalhou.

. Bolonha aqui tão perto.

. Olhar distante.

. Faz de conta.

.arquivos

. Julho 2005

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

blogs SAPO

.subscrever feeds