Quinta-feira, 5 de Fevereiro de 2004

Contra a arrogância

Numa troca de e-mail com um recém bloguista dei por mim a recordar a alegoria da caverna de Platão. Foi a arrogância e o desprezo pelas opiniões dos outros que se constatam através da leitura de um conjunto de textos que proliferam na blogosfera. Considero que esta minha abordagem a Platão está legitimada.

Os homens presos na caverna pensavam que o mundo era apenas aquilo que se reflectia na parede, sendo que os próprios sons não eram mais que alguns ecos disformes. Só viam e ouviam isso e essa percepção constituía a sua cosmovisão. Quando um homem se liberta, sai da penumbra, vê outros homens, outras coisas, outros sons, em especial o som da palavra, e vê a luz, constata que afinal o mundo é algo de diferente. Depois quis voltar à caverna para dar a boa nova aos seus amigos prisioneiros. Estes, ao serem confrontados com "verdade" que lhes destruía as suas certezas, tiveram medo, pois sentiram uma ruptura com a estabilidade existencial proporcionada pelo conforto da caverna. Assim, rejeitaram a novidade, quase matando o portador da boa nova.

publicado por Miguel Pinto às 20:04
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31

.posts recentes

. Outro Olhar... só no blog...

. Novo lugar.

. Exemplos que (nada) valem...

. (Des)ordem...

. Outros olhares... a mesma...

. E esta?

. O blogspot encalhou.

. Bolonha aqui tão perto.

. Olhar distante.

. Faz de conta.

.arquivos

. Julho 2005

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

blogs SAPO

.subscrever feeds