Sábado, 31 de Janeiro de 2004

A Escola precisa de balanço

 Há momentos em que necessitamos de retardar o passo ou até parar. Olhar à nossa volta para nos situarmos, reflectir sobre o percurso realizado e projectar mais uma etapa. Chamam-lhe balanço. Se for necessário recuaremos alguns passos, ganhámos o tal balanço e avançaremos com mais determinação.

A Escola vivida também precisa do seu balanço. E não basta dizer que conhecemos o meio porque somos “da terra”, que entendemos o impacto das alterações sociais na célula familiar, que conhecemos os nossos alunos porque sabemos ler os resultados dos questionários preenchidos no início do ano, etc. etc.

Talvez o apelo de Augusto Santos Silva  (num excelente texto de opinião voltado para as questões do ensino superior) para as vantagens da realização de estudos empíricos, sirva para reinventarmos um ensino básico e secundário que se oriente, em primeiro lugar, para os destinatários. “A vantagem de realizar estudos é que eles questionam as ideias feitas.”

Seria um bom começo que neste balanço, a Escola aclarasse os dogmas que a mantém agarrada à sua tradição unidimensional.

publicado por Miguel Pinto às 18:51
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31

.posts recentes

. Outro Olhar... só no blog...

. Novo lugar.

. Exemplos que (nada) valem...

. (Des)ordem...

. Outros olhares... a mesma...

. E esta?

. O blogspot encalhou.

. Bolonha aqui tão perto.

. Olhar distante.

. Faz de conta.

.arquivos

. Julho 2005

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

blogs SAPO

.subscrever feeds