Segunda-feira, 12 de Janeiro de 2004

Proprietários do tempo

Durante a minha ronda habitual pela blogosfera encontrei no Mocho uma “piquena história” que não me deixou indiferente. É uma história do tempo, neste caso da falta dele, para aqueles que amámos.

Deixamos de ser proprietários do nosso tempo. Damos o nosso tempo com muita facilidade e, como diz o professor Carvalho Rodrigues, há alguém lá por detrás da televisão que pega no meu tempo e o vende a quem anuncia na televisão, (na rádio, na net, etc.).

Há nesta sociedade de informação algo de perverso. “Não é o «eu» que vai. É só a parte do pensamento que sou capaz de transmitir com linguagem. Vai só o «mim». E é muito fácil, mas muito fácil enganarmo-nos, tomando os «mins» por que temos acesso fácil, pelos «eus», de que estamos ávidos.
Olhar para o nosso tempo sem preconceitos hipócritas e assegurarmos a sua propriedade. É disso que se trata.
publicado por Miguel Pinto às 22:07
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31

.posts recentes

. Outro Olhar... só no blog...

. Novo lugar.

. Exemplos que (nada) valem...

. (Des)ordem...

. Outros olhares... a mesma...

. E esta?

. O blogspot encalhou.

. Bolonha aqui tão perto.

. Olhar distante.

. Faz de conta.

.arquivos

. Julho 2005

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

blogs SAPO

.subscrever feeds