Segunda-feira, 15 de Março de 2004

A escola sociocrítica... mais um passo em direcção à Escola Cultural.

Recusando liminarmente os dois modelos curriculares expressos pelas figuras dos dois post anteriores, a proposta é uma escola que se centre na pessoa (embora, na minha modesta perspectiva ainda não se trate de uma escola pluridimensional) e que abrace os seguintes princípios (Leite, 2003):
da autonomia; da participação; da diversidade curricular; da educação (da escola enquanto instituição educadora e não apenas instrutora); da articulação e da funcionalidade do currículo; que reconhece a importância da organização escolar; do não isolacionismo da escola.
Porquê e para quê ressuscitar a escola do passado?
publicado por Miguel Pinto às 22:55
link | comentar | ver comentários (1) | favorito

Fragmento da escola transmissora?

Escola transmissora.bmp(Adaptado de Carlinda Leite, 2003)
publicado por Miguel Pinto às 22:19
link | comentar | favorito

Resquício de uma escola tecnicista?

Escola tecnicista.bmp
(Adaptado de Carlinda Leite, 2003)

publicado por Miguel Pinto às 22:13
link | comentar | favorito
Domingo, 14 de Março de 2004

Uma solução...

height=270 alt=Mundo.jpg src="http://arcanjo.blogs.sapo.pt/arquivo/Mundo.jpg" width=378 border=0>
Na escola, na comunidade, no país, no mundo!
publicado por Miguel Pinto às 21:24
link | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 13 de Março de 2004

Outra vez as competências

De tanto ouvir falar em competências dos alunos ou falta delas, dei por mim a pensar no estratagema que elas encerram.
Enquanto que o ensino continuar a ser considerado uma colecção de competências, os professores verão a sua acção constrangida e limitada à estandardização de processos e produtos de aprendizagem. O ensino envolve muito mais do que isso. O ensino não é um assunto unicamente técnico mas também moral. É a capacidade do professor fazer juízos discricionários que brotam do ambiente em constante mudança na sala de aula, consubstanciados na sua experiência acumulada, da sabedoria, dos conhecimentos especializados em circunstâncias específicas da prática educativa, que define o profissionalismo docente.
Estas abordagens que visam a regulação e controlo das práticas dos professores têm de ser denunciadas. Devem ser entendidas como uma forma de condicionar a prática educativa circunscrevendo-a à reprodução social.
Será que este meu olhar não encontra qualquer eco na escola situada?
Estaremos dispostos a resistir?
publicado por Miguel Pinto às 20:14
link | comentar | ver comentários (3) | favorito

Solidários

es.gif
publicado por Miguel Pinto às 18:13
link | comentar | favorito

Parabéns Dr. Justino

Ministro retirou tutela a Mariana Cascais.
Aguardamos pela próxima medida sensata: A demissão da Dra. Cascais e do Dr. Morgado.
Aproveite este aparente rasgo de discernimento para acompanhar os seus dois secretários de estado.
publicado por Miguel Pinto às 14:43
link | comentar | favorito

David Justino quer reduzir disciplinas no 3º ciclo...

“Os alunos têm dificuldade em adaptar-se quando chegam ao 3º ciclo porque «passam de 8 ou 9 professores no 2º ciclo para 13 ou 14 no 3º», o que lhes causa uma sobrecarga excessiva.(...) David Justino considera ainda que também o ensino primário tem que ser repensado, uma vez que os anos em que se reprova mais são no 5º, 6º e 10º. Isto significa que «as bases do ensino no 1º ciclo não estão bem definidas», adianta. Assim, «há a necessidade de estabelecer dinâmicas de ensino», para transmitir aos mais novos que é fundamental que saibamos qual a melhor maneira de pensar para nos ajudar a definir os objectivos essenciais das questões, adianta David Justino. Para o ministro, olhar para o ensino hoje, implica ter em conta esta necessidade de saber definir objectivos. O que está a acontecer na educação é que «não há lógica na articulação de conteúdos desde o 1º ao 12º ano», devido ao excesso e confusão de matérias, considera(Expresso)

Já chega de balelas!
Estamos fartos de medidas avulsas e de ziguezagues inconsequentes!
Tanta demagogia enjoa!

publicado por Miguel Pinto às 14:18
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 12 de Março de 2004

As nossas teias de aranha...

Há momentos em que sinto dificuldade em esclarecer o que me parece óbvio. Dirão que isso acontece porque me tornei refém dos meus dogmas, que não sou o professor reflexivo que declaro ser, que encaro os problemas embalado por uma suposta arrogância científica, que não possuo instrumentos suficientemente preparados para abordar a complexidade dos fenómenos e extrair deles um entendimento global, etc., etc., etc.
Admito que todas estas premissas concorrem para esta minha incapacidade em lidar com as coisas simples.
Não se trata de procurar desvendar um qualquer enigma. Trata-se de limpar as teias de aranha dos meus canais de comunicação. Quantas vezes vemos nas dúvidas dos outros um álibi que usamos para camuflar as inseguranças no domínio das matérias que, supostamente, teriam de estar apropriadas? Quantas vezes?
Isto a propósito do post do Manuelque dá conta de uma declaração do Presidente da República onde se apela para a necessidade de olhar para a realidade com outros olhos, porventura mais optimista. Não quero enfatizar a mensagem política que esta afirmação encerra. Vou olhar para esta mensagem e transpô-la para o meu quotidiano.
publicado por Miguel Pinto às 16:40
link | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quinta-feira, 11 de Março de 2004

Paixão...

Preparo os acessórios que me acompanharão à nova catedral.
Deixo-me alienar pela intensidade do fenómeno, transporto para o festejo uma vontade de admirar as coisas breves ou sublimes.
O resultado final?... É só a cereja em cima do bolo.
publicado por Miguel Pinto às 11:11
link | comentar | ver comentários (4) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31

.posts recentes

. Outro Olhar... só no blog...

. Novo lugar.

. Exemplos que (nada) valem...

. (Des)ordem...

. Outros olhares... a mesma...

. E esta?

. O blogspot encalhou.

. Bolonha aqui tão perto.

. Olhar distante.

. Faz de conta.

.arquivos

. Julho 2005

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

blogs SAPO

.subscrever feeds