Quarta-feira, 16 de Junho de 2004

Ensino secundário livre das amarras (II)

No post anterior defendia a necessidade de dotar o ensino secundário de uma identidade baseada no princípio da autonomia e responsabilidade. MJMatos,num comentário curto e pertinente, sugere o esclarecimento da questão: Qual será o objectivo do Secundário sem amarras?
Recorro a Joaquim Azevedo (citado por José Matias Alves) que defende, na sua dissertação de doutoramento (1998: 524) o seguinte: “o ensino e a formação de nível secundário poderiam ancorar a sua reestruturação como ensino e formação de massas, não já sob o signo de uma ou outra funcionalidade predominante, mas pelo superior objectivo de formar criadores. Criadores de sentido (...) criadores de cooperação humana, criadores de novas soluções e de novos projectos, empreendedores, criadores de trabalho e criadores na fruição do seu tempo livre”.

Obviamente que a prossecução deste objectivo não reclama o abaixamento da fasquia da exigência e qualidade das aprendizagens. Bem pelo contrário, a qualidade é um imperativo ético que não pode ser arredado da escola.

publicado por Miguel Pinto às 11:05
link | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31

.posts recentes

. Outro Olhar... só no blog...

. Novo lugar.

. Exemplos que (nada) valem...

. (Des)ordem...

. Outros olhares... a mesma...

. E esta?

. O blogspot encalhou.

. Bolonha aqui tão perto.

. Olhar distante.

. Faz de conta.

.arquivos

. Julho 2005

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

blogs SAPO

.subscrever feeds